Fale conosco

(62) 3941-7753

Siga-nos

Escudo Digital no Facebook Escudo Digital no Twitter

Contato: wats  62-99966 2728
  • images/slideshow/1.jpg
  • images/slideshow/2.jpg
  • images/slideshow/3.jpg

Dicas de segurança


Dicas de Segurança ao Escolher a Empresa:

Verificar as qualificações da empresa que está contratando e outros projetos por ela já realizados;

Verificar a qualidade dos produtos a serem comprados e instalados (fabricantes e procedência);

Verificar sempre se o custo está de acordo com o produto e seu desempenho;

Certifique-se que será realizado um projeto e se a empresa tem pós-venda (manutenção e monitoramento);

Todo sistema eletrônico deve pertencer a um plano integrado de segurança (Equipamento, treinamento, normas de conduta, rotinas, etc.).


CUIDADOS RECOMENDADOS PELA ABESE PARA A ESCOLHA DO SISTEMA E EMPRESA:


Procurar uma empresa idônea, legalmente constituída, que garanta a procedência dos equipamentos e acessórios utilizados para instalação do sistema e, principalmente, que assuma compromisso pós-venda, firmado em contrato com o cliente.


A empresa deve enviar um consultor técnico ao local da instalação para fazer a análise de riscos do local. É preciso verificar a vulnerabilidade do imóvel para posteriormente sugerir quais equipamentos de segurança são mais apropriados para aquele tipo de planta e localização geográfica. Nesta etapa, é indispensável a avaliação do imóvel por um profissional.


O contratante precisa certificar-se de que a prestadora de serviços possua bom referencial de outros clientes/imóveis do mesmo porte já atendidos por ela, e que estejam perfeitamente satisfeitos e adaptados aos equipamentos.


Ao avaliar o custo, não se deve levar em consideração somente o preço do serviço em si, mas a relação custo-benefício oferecida pelo equipamento. O consumidor precisa estar atento a detalhes, como a idoneidade da empresa e as cláusulas do contrato, como a garantia e a manutenção do equipamento incluídas no pacote.


Outro detalhe importante é checar se o contrato de prestação de serviço é coerente com a proposta apresentada no início da negociação e se o equipamento, preço e serviços prestados correspondem ao planejado.


Após a instalação, é necessário exigir que um representante da empresa treine os freqüentadores do imóvel para a correta utilização dos equipamentos, visando o aproveitamento máximo de suas capacidades.


É indispensável o teste periódico do funcionamento do sistema de segurança, seja semanal, quinzenal ou mensalmente. Mesmo que o equipamento possua monitoramento, é necessário que o usuário faça o teste manual periodicamente. Desta forma, é recomendado consultar a empresa sobre os prazos de atendimento técnico em caso de verificar algum problema no sistema.


Apagão 
 

O Sistema de segurança funcionará durante o apagão? Por quanto tempo o equipamento funcionará? A comunicação entre o sistema (terminais de alarmes) e a central de monitoramento 24 horas estará garantida? Afinal, a segurança do imóvel e das pessoas continuará eficiente durante a interrupção de energia generic cialis from india genericoitalia.it?


Essas dúvidas surgem nos usuários de sistemas eletrônicos de segurança. E podemos dizer que os equipamentos e as centrais de monitoramentos estão preparadas para esse fato, caso ele aconteça. Aliás, por se tratar de um equipamento de segurança, o fator interrupção de energia é um item já previsto nos equipamentos e nas instalações de sistemas eletrônicos de segurança.

 Essa garantia de funcionamento está relacionada a dois itens existentes nos equipamentos: Nas centrais de monitoramento 24 horas, os NO BREAKS e GERADORES de energia, e nos terminais de alarmes instalados nas residências, as BATERIAS. Assim toda a rede de sistemas eletrônicos de segurança fica mantida, no caso de falta de energia.

A maior preocupação é com o estado das baterias dos terminais de alarmes que ficam no cliente. Sr. Mário Tavares, Diretor Presidente da ABESE, comenta em entrevista à revista Proteger: “Existe a necessidade de verificação das baterias dos equipamentos que tenham no break, fazendo testes, substituindo aquelas que estejam com a validade vencida, mesmo que ainda estejam em plena carga. Elas serão submetidas a descargas e recargas contínuas que podem danificar ou encurtar o tempo de vida, pois essa não é a programação delas. As centrais de monitoramento que têm mais cuidado com o parque instalado, monitoram os sistemas para verificar se as baterias estão descarregadas, assim elas têm condição de informar o cliente da situação. Até recomendo que os clientes perguntem para suas empresas de monitoramento se elas estão verificando ou não a condição da bateria. Por exemplo, os alarmes usam normalmente baterias de 3,5A ou 7A. A de 3,5A está mais suscetível a apresentar defeito no apagão, porque vai atender as primeiras 4 horas ,mas se a descarga for grande talvez não consiga receber nas horas seguintes a carga necessária para sofrer mais quatro horas de interrupção. A recuperação dela estará comprometida. Já uma bateria que esteja bem dimensionada , provavelmente vai descarregar e receber carga normalmente, se as faltas não forem exageradas.” . . . “se a bateria estiver com carga baixa e faltar energia, pode provocar muitos disparos falsos de alarmes porque diversos detectores necessitam de alimentação mínima”. Dessa forma é fundamental que o cliente esteja sabendo se sua bateria está válida e funcionando corretamente. Para isso, deve-se fazer uma verificação das baterias de acordo com os procedimentos escritos no manual de instalação e operação da central de alarme instalada em sua casa e em caso de dúvida, entrar em contato com sua operadora para o esclarecimento.


Já, quanto aos sinais de comunicação entre os terminais de alarmes e as centrais de monitoramento 24 horas, não deve ocorrer problema algum, uma vez que os mesmos utilizam a linha telefônica para fazer o protocolo de comunicação, e as operadoras de telefonia possuem autonomia de funcionamento.


Podemos dizer então que, observadas as questões acima citadas e tomando os cuidados necessários, os sistemas eletrônicos de alarmes funcionarão normalmente no caso de ocorrer o “apagão”, garantindo assim a preventiva segurança do lugar e das pessoas.
Orcamento

Conheça nossos clientes

Academia_Sport_Fit

Nafotogyn

logo_premierhyundai

logo_premiermotors

Copyright 2012 © Escudo Digital
Escudo Digital - Seguranca EletronicaEndereço: Av. C-205, Quadra 478 Lote 04 Sala 03
Jardim América
Cep: 74270-020
Fone: (62)3941-7753